Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Imagem

A Relação Entre Caso e Definitude no Hebraico

Subtítulo: 
O construct state e a marcação diferencial de objeto
Autor(a): 
Rafael Dias Minussi
Área: 
Linguística
Ano: 
2010
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

"O OBJETIVO PRINCIPAL DESTE TRABALHO É REFLETIR SOBRE COMO É CONSTRUÍDA A RELAÇÃO ENTRE DEFINITUDE E CASO NO HEBRAICO POR MEIO DA ANÁLISE DO CONSTRUCT STATE E DO FENÔMENO DA MARCAÇÃO DIFERENCIAL DE OBJETO. DESSA FORMA, PRETENDEMOS COM ESSA PESQUISA SUSCITAR REFLEXÕES SOBRE O FENÔMENO DA DEFINITUDE ESPRAIADA, SOBRE A TEORIA DO CASO, SOBRE A FORMAÇÃO DO CONSTRUCT STATE E DOS COMPOUNDS NA SINTAXE E SOBRE A SEMÂNTICA DO ‘ET. UTILIZAMOS PARA A ANÁLISE DOS DADOS O ARCABOUÇO TEÓRICO DA MORFOLOGIA DISTRIBUÍDA (CF. HALLE; MARANTZ (1993), HALLE (1997) E MARANTZ (1997)), ALÉM DAS ÚLTIMAS OBSERVAÇÕES FEITAS ACERCA DO PROGRAMA MINIMALISTA (CF. CHOMSKY (1998, 2001)), AMBOS DESENVOLVIMENTOS RECENTES DA TEORIA GERATIVA. ASSIM SENDO, DE MODO DIFERENTE DE OUTRAS ANÁLISES DO CONSTRUCT STATE, QUE NÃO LEVAM EM CONSIDERAÇÃO OS COMPOSTOS, NOSSA ANÁLISE PROPORCIONA UMA EXPLICAÇÃO PARA A FORMAÇÃO, TANTO DO CONSTRUCT STATE, QUANTO DOS COMPOUNDS, NA SINTAXE, FOCALIZANDO A ESTRUTURA DE CADA UMA DESSAS CONSTRUÇÕES: O PRIMEIRO POSSUINDO UMA ESTRUTURA COMPOSTA DE DUAS RAÍZES ABSTRATAS E O SEGUNDO CONSTITUÍDO APENAS POR UMA RAIZ. A ESTRUTURA DOS COMPOUNDS PROCURA REFLETIR A NÃO COMPOSICIONALIDADE ENTRE OS DOIS NOMES QUE O FORMAM. JÁ A ESTRUTURA DO CONSTRUCT STATE PRIVILEGIA A COMPOSICIONALIDADE DOS MEMBROS DO CONSTRUTO, A DEFINITUDE ESPRAIADA E A NÃO MODIFICAÇÃO DIRETA DO NÚCLEO. ENFIM, SUGERIMOS QUE A RELAÇÃO ENTRE CASO E DEFINITUDE NO HEBRAICO SEJA UMA RELAÇÃO FORMAL E DEPENDENTE. FORMAL, PORQUE ELA SE EXPRESSA POR MEIO DOS TRAÇOS DOS NOMINAIS QUE DEVEM SER VALORADOS, CHECADOS, MANTIDOS PARA A INSERÇÃO DE CONTEÚDO FONOLÓGICO E, ATÉ MESMO, INSERIDOS TARDIAMENTE PELO COMPONENTE MORFOLÓGICO. DEPENDENTE, PORQUE SEM A DEFINITUDE, CASO NÃO PODE SER CHECADO."

 

Abstract: 

"THE MAIN AIM OF THIS WORK IS TO INVESTIGATE THE RELATIONSHIP BETWEEN DEFINITENESS AND CASE IN HEBREW. THIS WILL BE DONE BY ANALYZING THE CONSTRUCT STATE AND THE PHENOMENON OF DIFFERENTIAL OBJECT MARKING. BY DOING SO, WE INTEND TO SHED SOME LIGHT ON THE PHENOMENON OF DEFINITENESS SPREADING, ON THE CASE THEORY, ON THE CONSTRUCT STATE AND SYNTACTIC COMPOUNDS AND ON THE SEMANTICS OF ´ET. IN ORDER TO ANALYZE THE DATA, WE WORKED WITHIN THE FRAMEWORK OF DISTRIBUTED MORPHOLOGY (CF. HALLE; MARANTZ,(1993); HALLE (1997) E MARANTZ (1997)), CONSIDERING, AS WELL, THE MINIMALIST PROGRAM (CF. CHOMSKY (1998, 2001)), BOTH OF THEM, RECENT DEVELOPMENTS OF GENERATIVE THEORY. DUE TO THIS FACT - AND DIFFERENTLY FROM OTHER CONSTRUCT STATE ANALYSIS THAT DON’T TAKE THE COMPOUNDS INTO CONSIDERATION – OUR ANALYSIS PROVIDES AN EXPLANATION FOR THE FORMATION OF BOTH THE CONSTRUCT STATE AND THE SYNTACTIC COMPOUNDS. THIS IS ACHIEVED BY FOCUSING ON THE STRUCTURE OF THESE CONSTRUCTIONS: THE FORMER IS A STRUCTURE DERIVED FROM TWO ABSTRACT ROOTS, AND THE LATER IS FORMED BY A SINGLE ROOT. THE STRUCTURE OF THE COMPOUNDS AIMS AT REFLECTING THE NON-COMPOSITIONAL INTERPRETATION, WHICH IS TYPICAL IN THESE CASES. THE CONSTRUCT STATE STRUCTURE, ON THE OTHER HAND, EMPHASIZES THE COMPOSITIONALITY IN ITS INTERPRETATION, THE DEFINITENESS SPREADING AND THE NON-DIRECT MODIFICATION OF THE HEAD. IN OTHER WORDS, WE SUGGEST THAT THE RELATIONSHIP BETWEEN CASE AND DEFINITENESS IN HEBREW IS A FORMAL AND DEPENDENT ONE. IT IS FORMAL BECAUSE IT IS EXPRESSED BY THE FEATURES OF THE NOMINAL THAT MUST BE VALUED, CHECKED, MAINTAINED FOR PROPER INSERTION OF PHONOLOGICAL CONTENT, AND LATE-INSERTED BY THE MORPHOLOGICAL COMPONENT; AND IT IS DEPENDENT BECAUSE CASE CANNOT BE CHECKED WITHOUT DEFINITENESS."

AnexoTamanho
A Relação Entre Caso e Definitude no Hebraico910.05 KB