Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Imagem

Rikbaktsa:

Subtítulo: 
Um Estudo de Parentesco e Organização Social
Autor(a): 
Paula Wolthers de Lorena Pires
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Esta dissertação de mestrado tem como objeto de pesquisa a população indígena Rikbaktsa, ou Canoeiros, como são conhecidos na região. Localizados no sudoeste amazônico, a noroeste do estado de Mato Grosso (Bacia do Juruena), têm um contingente populacional de aproximadamente 1200 habitantes. São filiados ao tronco lingüístico Macro-Jê e dividem-se em metades exogâmicas agnáticas organizadas em clãs patrilineares. O estudo em questão constitui-se de uma ampla pesquisa bibliográfica, revisão e sistematização dos dados Rikbaktsa, procurando colocar em diálogo os textos e materiais já produzidos sobre esta população, bem como estabelecer comparações com pesquisas realizadas sobre outras etnias Jê-Bororo. Uma ferramenta computacional (MaqPar) também contribuiu para produzir novas descrições sobre o sistema empírico de aliança Rikbaktsa. Deste modo, procurou-se debater a fundo temas relacionados à organização e morfologia social, pertencimento Rikbaktsa ao tronco lingüístico Macro-Jê e sistema de parentesco e terminologia.

Abstract: 

This master’s thesis has the Rikbaktsa indigenous society, or ‘Canoeiros’ - as they are locally known - as the research object. Located on the southwest of the Amazonian range, on the north-west of the state of Mato Grosso, the Rikbaktsa people comprise a population of approximately 1200 individuals. They are filiated to the linguist trunk of ‘Macro-Jê’ and are equally divided into exogamic moieties organized into fatherhood clans. This research consist of an ample bibliographic account as well as a review and systematization of available data on the Rikbaktsa people, aiming not only to expose research and materials that has been produced regarding this society but also to establish a comparative interpretation with research carried out with other ‘Jê-Bororo’ ethnic groups. In addition, a computational tool (MaqPar) has contributed to the production of new descriptions about the empirical system of alliance Rikbaktsa. Thus, this research has envisaged a thorough discussion of the social organization and morphology, the ‘Macro-Jê’ linguist trunk within the Rikbaktsa society and its system of kinship along with the terminology associated.

AnexoTamanho
Paula Final.pdf2.44 MB