Graduação Pós-Graduação Pesquisa Extensão Biblioteca Intercâmbios Comunicação A FFLCH  
Skip to Content

Imagem

Reflexões Sobre o Ensino da Literatura

Subtítulo: 
Da Poética de Edouard Glissant às Perspectivas de Leituras Rizomáticas
Autor(a): 
Heloisa Brito de Albuquerque Costa
Orientador(a): 
Diva Barbaro Damato
Área: 
ELLTF - Francês
Ano: 
2008
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Este trabalho tem como objetivo analisar e discutir aspectos relativos ao ensino da literatura no contexto do ensino do Francês como Língua Estrangeira (FLE). O levantamento inicialmente proposto das práticas de leitura de textos literários nos contextos de língua estrangeira e materna procura enfatizar que as atividades realizadas teriam uma tendência a reforçar um modelo de ensino de literatura universal baseado, fundamentalmente, nos princípios de subordinação do texto literário ao aprendizado da língua e de reprodução dos pressupostos e objetivos desenvolvidos pela disciplina história literária no contexto francês. A reflexão sobre o aprendizado da leitura de um modo geral e em particular, da leitura de textos literários em língua estrangeira, procura enfatizar, num segundo momento, a recusa de uma concepção de ensino na qual o texto literário seria portador de um único sentido para ir na direção do reconhecimento de sua pluralidade de sentidos. O processo de construção de sentido(s) se dá, nesta perspectiva, por meio do desenvolvimento de competências de leitura que visam a formação do leitor autônomo e crítico, segundo os estudos de Perrenoud e Meirieu. A Poética da Relação de Edouard Glissant propõe uma nova maneira de ler o mundo, segundo a perspectiva do pensamento rizomático que se opõe ao pensamento universal e reconhece a diversidade, a multiplicidade, a pluralidade e a não hierarquização das relações como fundamentos de um novo projeto estético. A leitura rizomática dos textos de Edouard Glissant possibilita o estudo das diferentes noções que fundamentam sua poética, das relações que estabelecem entre si e abre caminho para aproximações com os princípios desenvolvidos pela abordagem hipertextual. O hipertexto em Glissant a partir da seleção de hypermots surge como uma leitura que favorece a reflexão sobre o ensino da literatura baseado no desenvolvimento de competências hipertextuais, na formação autônoma e crítica do aluno/leitor e, sobretudo como facilitador de uma leitura de um mundo marcado pela fragmentação e multiplicidade de informações.

 

Resume: 

Ce travail a pour but de réfléchir et d´analyser les aspects concernant l´enseignement de la littérature dans le cadre du français langue étrangère (FLE). L´analyse initiale des pratiques de lectures de textes littéraires en FLE et en langue maternelle mettent l´accent sur une conception d´enseignement de la littérature dont la référence est le modèle universel défini par l´enseignement de l´histoire littéraire. L´apprentissage de la lecture en général et de la lecture de textes littéraires en langue étrangère sont étudiés à partir de la conception que le texte littéraire est pluriel. Le processus de construction de sens comprend le développement de compétences de lecture qui visent la formation d´un lecteur autonome et critique, d´après les études de Perrenoud e Meirieu. La Poétique de Relation d´Edouard Glissant suggère une nouvelle lecture du monde à partir de la pensée rhizomatique qui reconnaît la diversité, la multiplicité, la pluralité et la non hierarchisation des rapports comme les éléments fondamentaux d´un nouveau projet esthétique. La lecture rhizomatique chez Glissant rend possible l´étude de différentes notions qui sont à base de sa poétique, des rapports qu´elles définissent entre-elles et des ouvertures vers l´approche hypertextuelle. L´hypertexte glissantien se construit à partir de la sélection d´ hypermots et permet des pratiques de lecture diverses de la part du lecteur qui initie un processus d´aprentissage de la lecture basée sur le développement de compétences hypertextuelles vers son autonomie et formation critique. L´hypertexte devient ainsi l´un des possibles chemins qui favorisent la lecture d´un monde marquée par la fragmentation et multiplicité d´informations.

Democracia, cidadania e produção de um espaço público democrático em tempos de globalização:

Subtítulo: 
Práticas discursivas entre estado-sociedade no movimento grevista da educação em Pernambuco(1987-1990)
Autor(a): 
Maria Cristina Hennes Sampaio
Orientador(a): 
Elisabeth Brait
Área: 
Linguística
Ano: 
2008
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

 

O presente trabalho situa-se no âmbito dos significados de práticas discursivas inscritas em discursos institucionais sobre o movimento grevista dos trabalhadores em educação no estado de Pernambuco, na “Nova República” (1987 a 1990). São analisadas as práticas discursivas de três atores sociais: o Governo Miguel Arraes, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação e a Mídia. Estudou-se o processo pelo qual relações mais amplas de dominação política perpassam as práticas discursivas no âmbito institucional, procurando-se observar as características e as formas do intercurso social pelo qual o significado é realizado: as estratégias discursivas que as classes mobilizam na luta de classes para transformar seus projetos sociais em práticas discursivas socialmente relevantes para a viabilização desses projetos; como as práticas discursivas se formam e transformam no interior do interdiscurso; as posições de enunciação ocupadas pelos diferentes locutores nos discursos sobre o movimento grevista e a forma como tais posições determinam a constituição de práticas discursivas. Os corpora foram descritos e interpretados com base nos seguintes pressupostos teórico-metodológicos:  de uma análise quantiqualitativa (lexical, textual e discursiva); das idéias sobre dialogismo, interdiscurso e memória discursiva; do conceito de condições de produção na perspectiva de práticas discursivas e do processo de mudanças nas práticas políticas e econômicas na compressão de um tempo histórico no qual se situa a evolução do capitalismo e de espaços físicos e simbólicos através dos quais expressa e exercita seu poder;  da formação de classes enquanto um processo de capacitação para a luta pelos seus interesses. Foram identificados e descritos: as formas de representação da diferença e da alteridade bem como as posições enunciativas e os papéis ocupados por cada um dos atores sociais no espaço de interlocução dos discursos institucionais sobre a greve, na perspectiva de tempo e de espaço de uma memória discursiva; os campos discursivos político e econômico e os espaços da (re)produção, da cidadania e o histórico. Concluiu-se que:  as práticas discursivas do Sindicato, reivindicando o direito à participação na gestão governamental, ao contrário do Governo, politizaram o espaço de produção discursiva tanto do ponto de vista simbólico – pela ampliação da compreensão responsiva da cidadania – como prático – em direção a uma transformação das relações sociais políticas entre Estado e trabalhadores; a luta entre o movimento grevista e o Governo não resultou em conquistas econômicas mas favoreceu a capacitação organizativa e política dos trabalhadores; a relação estabelecida entre Governo-Sindicato não favoreceu a ampliação da democracia no sentido de possibilitar a participação dos trabalhadores na administração pública; a ação sindical não conseguiu mobilizar uma opinião pública favorável ao movimento grevista;  o papel da Mídia consistiu muito mais em articular um jogo de poder e de controle do espaço público midiático do que contribuir para a sua democratização; o espaço público de livre debate não se limita, necessariamente, ao espaço midiático: ele é um espaço fragmentado que dá lugar à existência  de diversos outros espaços públicos na vida social: profissional, associativa, sindical e popular.

Resume: 

 

Ce travail a pour objet l’étude des significations de pratiques discursives inscrites dans des discours institutionnels à propos du mouvement gréviste des travailleurs de l’éducation dans l’Etat du Pernambouc, pendant la période de la “Nouvelle République” (1987 à 1990). Les pratiques discursives de trois acteurs sociaux sont analysées: le Gouvernement  de Miguel Arraes, le Syndicat des Travailleurs de l’Education du Pernambouc et les Médias. On a étudié le processus par lequel des relations plus vastes de domination politique accompagnent les pratiques discursives dans le cadre institutionnel, en cherchant à observer les caractéristiques et les formes de l’intercours social par lequel la signification est réalisée: les stratégies discursives que les classes mobilisent dans la lutte des classes pour transformer leurs projets sociaux en pratiques discursives socialement valables pour rendre ces projets viables; comment les pratiques se forment et se transforment à l’intérieur de l‘interdiscours; les positions d’énonciation occupées par les différents locuteurs dans les discours sur le mouvement gréviste et la forme par laquelle de telles positions déterminent la constitution de pratiques discursives. Les corpora ont été décrits et interprétés sur la base des présupposés théorico-méthodologiques suivants : une analyse quanti-qualitative (lexicale, textuelle et discursive); des idées sur le dialogisme, l’interdiscours et la mémoire discursive; des concepts de condition de production dans la perspective de pratiques discursives et du processus de changement dans les pratiques politiques et économiques, dans la compression d’un temps historique dans lequel se situe l’évolution du capitalisme, et d’espaces physiques et symboliques à travers lesquels son pouvoir s’exprime et s’exerce; de la formation de classes lors qu’un processus de capacité pour la lutte pour ses intérêts. Nous avons identifié et décrit: les formes de représentation de la différence et de l’altérité tout autant que les positions énonciatives et les rôles occupés par chacun des acteurs sociaux dans l’espace d’interlocution des discours institutionnels sur la grève dans la perspective de temps et d’espace d’une mémoire discursive; les champs discursifs politiques et économiques et les espaces de la (re)production, de la citoyenneté, et le champ historique. On conclut que: les pratiques discursives du Syndicat, revendiquant le droit à la participation dans la gestion gouvernementale, au l’inverse du Gouvernement, ont politisé l’espace de production discursive, tant du point de vue symbolique – par l’élargissement de la compréhension réponsive de la citoyenneté – que pratique – dans la direction d’une transformation des relations sociales politiques entre l’Etat et les travailleurs; la lutte entre le mouvement  gréviste et le Gouvernement n’a pas eu pour résultat des conquêtes économiques mais a favorisé la capacité organisatrice et politique des travailleurs; la relation établie entre Gouvernement et Syndicat n’a pas favorisé l’élargissement de la démocratie dans le sens de rendre possible la participation des travailleurs dans l’administration publique;  l’action syndicale n’a pas réussi à mobiliser une opinion publique favorable au mouvement gréviste; le rôle des Médias a consisté beaucoup plus à articuler un jeu de pouvoir et de contrôle de l’espace public médiatique que de contribuer à sa démocratisation; l’espace public de libre débat ne se limite pas nécessairement à l’espace médiatique: c’est un espace fragmenté qui donne lieu à l’existence de divers autres espaces publics dans la vie sociale, professionnelle, associative, syndicale et populaire.

O Imperialismo

Subtítulo: 
Os teóricos precursores e o debate contemporâneo
Autor(a): 
Paulo Sérgio Souza Ferreira
Área: 
História Econômica
Ano: 
2011
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

O objetivo deste trabalho é a discussão sobre a importância da teoria marxista do imperialismo para a compreensão do capitalismo hodierno. Para tanto, faz-se uma breve análise das principais contribuições dos autores marxistas clássicos. Posteriormente, veremos os alcances e limites da teoria clássica do imperialismo nos debates atuais relativos ao neoliberalismo, a financeirização da economia, ao papel do capital financeiro no capitalismo contemporâneo e a hegemonia norte-americana no mundo atual. Parte-se da idéia de que o imperialismo representa o elemento central na explicação do capitalismo, desde a década de 1870. Porém, podemos destacar 3 sub-fases no desenvolvimento do capital monopolista: primeiro, o período compreendido entre os anos de 1870 a 1913; o segundo período, compreendido entre os anos de 1920 a 1970; o terceiro período, entre o final da década de 1970 e ainda não finalizado.

Abstract: 

The objetive of this work is discussing about the importance of the Marx’s theory of Imperialism to insight of hodiern capitalism. For this purpose, it makes a brief analysis of main contributions of the classical marxists authors. After that, we see the achievements and limitations of the classical theory of Imperialism in the current discussions about the neoliberalism, financialization, to the role of finance in the contemporary capitalism and to the USA’s hegemony. The bottom line is the idea the Imperialism has represented the central element to explain the capitalism since the 1870’s. However, we can draft three sub-steps of the monopolist capitalism development: first, the period between 1870 and 1913; second, the period between 1920 and 1970; third, between the end of the 1970’s that’s not finished yet.

Acta: 

Resume: 

Riassunto: 

Ficção e autobiografia

Subtítulo: 
Uma análise comparativa das narrativas de Thomas Bernhard
Autor(a): 
Patricia Miranda Dávalos
Área: 
LLA - Alemão
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

 

A partir da comparação do primeiro volume autobiográfico do escritor austríaco Thomas Bernhard, Die Ursache. Eine Andeutung (1975), com o romance Auslöschung. Ein Zerfall (1986), o qual simula, de certo modo, o gênero autobiográfico, procura-se observar como os mesmos complexos temáticos são configurados nos dois casos e como as diferenças encontradas se relacionam com as diferentes intenções ligadas aos textos, bem como aos diferentes momentos de escrita. É possível notar como a ficção possibilita ao autor mais liberdade para experimentar formalmente, bem como para intensificar o ataque desenvolvido contra suas origens, ao passo que na autobiografia, apesar de também apresentar um viés crítico acentuado, o fazer de forma mais sóbria, ocupando-se com questões de verossimilhança e autenticidade próprias do gênero. Além disso, este trabalho tenta mostrar como a ficção, surgida na mesma época da autobiografia, pode ser lida como uma espécie de comentário a esta.

Abstract: 

 

This work deals with the comparison of the first autobiographical volume of the Austrian writer Thomas Bernhard, Die Ursache. Eine Andeutung (1975), with his novel Auslöschung.
Ein Zerfall (1986), which has some characteristics of the autobiographical genre. The comparison intends to show how the same themes are configured in both cases and how the differences can be related to the different intentions and different moments of writing. Being noted as fiction allows the author more freedom to experiment formally and to intensify the attack he developed against his origins, while in the autobiography, although it also has a strong critical aspect, he puts his arguments in a restrained way, dealing with issues of verisimilitude and authenticity, which are typical for this genre. Furthermore, this text will try to analyse how the novel, written in the same context as the autobiography, completes it and functions like a kind of remark to the autobiographical work.

Acta: 

Resume: 

Riassunto: 

Amigos e competidores

Subtítulo: 
política faccional e feitiçaria nos Potiguara da Paraíba
Autor(a): 
José Glebson Vieira
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

 

Esta tese apresenta uma investigação sobre a política potiguara e consiste no exame da constituição de posições diferenciadas como chefia e liderança e a política faccional. O eixo de abordagem adotado centra-se no papel da amizade, da camaradagem, da feitiçaria e da guerra de acusações nos processos sociopolíticos e no jogo político e faccional de englobamento das “parentagens” pelas “turmas”. Ela está estruturada em três níveis de análise: o primeiro, focaliza a produção do parentesco e os regimes de territorialidade, com o objetivo de compreender a construção nativa sobre história e parentesco e as formas de uso do espaço pelos Potiguara, bem como a gestão das relações entre si e entre os outros. O segundo nível aprecia as formulações nativas acerca do idioma da mistura e o tema da civilização no enunciado potiguara sobre a temporalidade, pela análise do Censo Indígena de 2006, a fim de entender a “etnosociologia” nativa e, por conseguinte, os gradientes de classificação das relações com a alteridade. E o terceiro nível observa a construção da política partindo das concepções nativas de “ser chefe” e “ser líder” e tem como intenção delinear as elaborações acerca da ação e da representação política. Considerando os contextos de produção de chefes e líderes e das disputas faccionais, a compreensão da política, aqui proposta, explicita: o investimento na figura da unidade composta pela chefia que supõe o estabelecimento do domínio político e a definição da pessoa do chefe, como sujeito diferenciado, pelo acúmulo, potencialização e canalização das subjetividades, apropriação de relações, pessoas, bens e recursos do exterior; e o movimento de fazer e desfazer grupos, cuja ação política - do líder - tenta introduzir a multiplicidade e a heterogeneidade e revela a tendência a não fixidez, a segmentaridade e a inclusão dos não-humanos, por meio da feitiçaria ou do catimbó, na vida social e na política entre humanos. 

Abstract: 

This thesis presents an investigation on the Potiguara policy and consists in examining the formation of different positions as chiefship and leadership and the factional politics. The line of approach adopted focuses on the role of friendship, fellowship, witchcraft and accusation conflicts in sociopolitical processes and in the political factional game of aggregations in “parentagens” and “turmas”. It is structured in three analysis levels: The first focuses in the production of kinship and the regimes of territoriality, with the aim of understanding the native construction about history and kinship and how the area is used by the Potiguara, as well as the management of relations between themselves and others. The second level assesses the native formulations about the language of the mixture and the civilization theme in the Potiguara statement on temporality, by the analysis of the Indian Census in 2006, in order to understand the native ethno sociology, and therefore the gradients of classification of relations of otherness. And the third level observes the construction of the policy starting from the native conceptions of” being chief” and “being a leader” and is intended to outline the elaborations on the action and political representation. Considering the contexts of production of chiefs and leaders and factional disputes, the political comprehension, proposed here, explains: The investment figured in the composite unit by the leadership that assumes the establishment of the political field and the definition of the chief himself, as the subject differently, by accumulation, potentiating and canalizing of subjectivities, relations ownership, people, goods, and exterior resources; and the movement to make and unmake groups whose political action – of the leader – attempts to introduce the multiplicity and heterogeneity, and shows a tendency to non-fixity, the segmentarity  and the inclusion of the non-human, by witchcraft and catimbó in social life and politics among humans.

Imagens e Substâncias como Vínculos de Pertencimento:

Subtítulo: 
As experiências Wajãpi e Yanomami
Autor(a): 
Sílvia Pizzolante Pellegrino
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Esta tese é o resultado de uma pesquisa sobre os processos mediante os quais determinados grupos indígenas constituem vínculos de pertencimento em relação à seus saberes e à sua memória. Trata-se de uma análise comparativa entre diferentes processos em dois contextos distintos: as denúncias e angústias que os Wajãpi manifestam com relação à falta de controle sobre a veiculação de suas imagens fotográficas em diversas conjunturas; e as elaborações de alguns indivíduos Yanomami envolvidos na coleta e conservação de material genético, sobretudo de sangue para pesquisas biotecnológicas. Imagens e Sangue foram abordados como elementos formadores de contextos de controvérsias a respeito de sua utilização e pertencimento, por meio dos quais a análise da pesquisa foi empreendida.

Abstract: 

This thesis is the result of a research project about the processes through which certain indigenous groups create ties of ownership in relation to their knowledge and memory. The project explores this theme through a comparative analysis of different processes in two distinct contexts: the accusations and anxieties of the Wajãpi in relation to their lack of control over the appropriation, in a diversity of situations, of photographic images of themselves; and the reactions of a number of individual Yanomami to the collection and conservation of Yanomami genetic material, most particularly blood collected for biological research by non-indigenous parties. Images and blood are considered here as formative elements of these controversial contexts of appropriation and ownership, and provide, as such, the analytical focus of this project.

Rikbaktsa:

Subtítulo: 
Um Estudo de Parentesco e Organização Social
Autor(a): 
Paula Wolthers de Lorena Pires
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Esta dissertação de mestrado tem como objeto de pesquisa a população indígena Rikbaktsa, ou Canoeiros, como são conhecidos na região. Localizados no sudoeste amazônico, a noroeste do estado de Mato Grosso (Bacia do Juruena), têm um contingente populacional de aproximadamente 1200 habitantes. São filiados ao tronco lingüístico Macro-Jê e dividem-se em metades exogâmicas agnáticas organizadas em clãs patrilineares. O estudo em questão constitui-se de uma ampla pesquisa bibliográfica, revisão e sistematização dos dados Rikbaktsa, procurando colocar em diálogo os textos e materiais já produzidos sobre esta população, bem como estabelecer comparações com pesquisas realizadas sobre outras etnias Jê-Bororo. Uma ferramenta computacional (MaqPar) também contribuiu para produzir novas descrições sobre o sistema empírico de aliança Rikbaktsa. Deste modo, procurou-se debater a fundo temas relacionados à organização e morfologia social, pertencimento Rikbaktsa ao tronco lingüístico Macro-Jê e sistema de parentesco e terminologia.

Abstract: 

This master’s thesis has the Rikbaktsa indigenous society, or ‘Canoeiros’ - as they are locally known - as the research object. Located on the southwest of the Amazonian range, on the north-west of the state of Mato Grosso, the Rikbaktsa people comprise a population of approximately 1200 individuals. They are filiated to the linguist trunk of ‘Macro-Jê’ and are equally divided into exogamic moieties organized into fatherhood clans. This research consist of an ample bibliographic account as well as a review and systematization of available data on the Rikbaktsa people, aiming not only to expose research and materials that has been produced regarding this society but also to establish a comparative interpretation with research carried out with other ‘Jê-Bororo’ ethnic groups. In addition, a computational tool (MaqPar) has contributed to the production of new descriptions about the empirical system of alliance Rikbaktsa. Thus, this research has envisaged a thorough discussion of the social organization and morphology, the ‘Macro-Jê’ linguist trunk within the Rikbaktsa society and its system of kinship along with the terminology associated.

Tem que ter categoria:

Subtítulo: 
Construção do saber futebolístico
Autor(a): 
Enrico Spaggiari
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Esta pesquisa teve como objetivo principal investigar o ensino e aprendizado da prática futebolística para crianças e jovens de alguns bairros da Zona Leste de São Paulo. Acompanhei as aulas, treinos e jogos relacionados à escolinha do CDM Cidade Líder, como também as demais atividades praticadas naquele espaço, principalmente, as partidas de futebol de várzea aos finais de semana. A partir da observação das relações construídas entre os diversos atores (crianças, jovens, jogadores de várzea, pais e mães, olheiros, empresários e outros), pude identificar diferentes aspectos ligados ao ensino e aprendizado do futebol, que aparecem articulados na etnografia: trabalho, corpo, dom, peneiras, masculinidade, modelos pedagógicos, profissionalização etc. Se, por um lado, observava o processo de ensino e aprendizado do futebol entre os alunos, pais e professores, por outro, percebia que, concomitante ao ensino, trabalhava-se a idéia da formação de jovens jogadores. Tal questão me fez pensar em estender a pesquisa a novas espacialidades. Marcada, inicialmente, pela observação no bairro Cidade Líder, na Zona Leste paulistana, a pesquisa posteriormente ganhou uma amplitude de atores, experiências, trajetórias e situações, o que me fez atentar às redes de relações entre os diversos atores. Com este fim, tracei uma rede futebolística, entre outras tantas possíveis, que se inicia no bairro de Guaianases, também na Zona Leste, com o objetivo de investigar a diversidade de situações, atores e questões conectadas ao processo de formação de jovens jogadores de futebol. Assim, temas como peneiras, empresários, clientelismo, política municipal e futebol de várzea aparecem entrelaçados e mostram-se decisivos no processo de formação dos jogadores. Por meio desta rede, pesquisei atores e práticas que se encontram numa posição de invisibilidade quando observados somente por meio de classificações dicotômicas: jogo/esporte, amadorismo/profissionalismo e cotidiano/ritual. Trata-se, portanto, de um esforço de investigação de algumas das inúmeras mudanças estruturais do universo futebolístico, tanto no plano profissional, quanto nas formas cotidianamente ativadas nos espaços urbanos.

Abstract: 

This study aimed to investigate the main teaching and learning of football practices for children and young people in some districts of the East Zone of São Paulo. I followed the instruction, drills and games related to the CDM Cidade Líder football school, as well as other activities conducted in that area, especially the amateur football games in the weekends. From the observation of the relationships built between the various actors (children, young people, amateur players, parents and mothers, scouts, agents and others), I could identify different aspects of teaching and learning of football, which appear in the pleadings ethnography: working, body, Dom, screens, masculinity, pedagogical models, professionalism etc. If, on the one hand, I watched the process of teaching and learning football between students, parents and teachers, on the other hand, I understood that, concurrent to education, the idea of training young players was also developed. This question made me think of extending the search to a new space. Marked, initially, for observation in the Cidade Líder district in East Sao Paulo, the search later won a range of actors, experiences, histories and situations, which made me look at the networks of relationships between different actors. To this end, a specific football network was plotted, among many others that are possible, which begins in the neighborhood of Guaianases, also in the East, aiming to investigate the diversity of situations, actors and issues connected to the process of training young football players. Thus, issues such as sieves, business, patronage, local politics and amateur football appear interwoven and are crucial in the training of players. Through this network, I researched actors and practices that are in a position of invisibility when seen only by means of dichotomous classifications: game/sport, amateurism/professionalism and everyday/ritual. It is therefore an effort to research some of the many structural changes in world of football, in the professional and in the everyday forms that turn up in urban spaces.

Os Estudos Físicos de Antropologia no Museu Nacional do Rio de Janeiro

Subtítulo: 
Cientistas, objetos, idéias e instrumentos (1876-1939)
Autor(a): 
Adriana Tavares do Amaral Martins Keuller
Área: 
História Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

Este trabalho analisa o processo de institucionalização da Antropologia no Museu Nacional do Rio de Janeiro entre 1876-1939. Operando com as continuidades e descontinuidades do período, a pesquisa foca nas mudanças políticas e institucionais e tenciona observar o desenvolvimento da atividade científica da Antropologia. Pretendemos caracterizar esta prática científica, identificar os cientistas, reconstruir sua rede de intercâmbio entre cientistas e instituições, conhecer seus problemas e questões discutidas, e como eles faziam suas pesquisas e construíam conhecimento.

Abstract: 

This work analyses the institutionalization process of Anthropology in the National Museum at Rio de Janeiro between 1876-1939. Operating with continuities and discontinuities in the period, the research focuses on the political and institutional changes and intends to observe the development of scientific activity in Anthropology. It pretends to characterize this scientific practice, to recognize the scientists, to reconstruct the interchange networking between scientists and institutions, to know the issues and the questions they discussed and how they develop their research and build know how.

A encenação de La Celestina por Ziembinski:

Subtítulo: 
o clássico de Fernando de Rojas no Brasil do regime militar
Autor(a): 
DULCIANE TORRES LINS
Área: 
Antropologia Social
Ano: 
2012
Resumo / Abstract / Acta / Resumé / Riassunto
Resumo: 

LINS, D.T. A encenação de La Celestina por Ziembinski: o clássico de Fernando de Rojas no Brasil do regime militar. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2009. 204 p. Dissertação de Mestrado em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-americana. La Celestina, como ficou conhecida a Tragicomedia de Calisto e Melibea, de Fernando de Rojas, é uma obra fundamental da cultura hispânica. Devido a sua forma essencialmente dramática, já foi adaptada para o palco em inúmeros países e em diferentes épocas. No Brasil, entre os anos de 1969 e 1970, ocorreram três diferentes montagens profissionais de La Celestina. Este estudo procura analisar a encenação ocorrida em São Paulo, sob direção de Ziembinski, partindo do texto adaptado por Eudinyr Fraga e do material histórico coletado durante a pesquisa. Também procura estabelecer um diálogo com as duas outras encenações ocorridas em Porto Alegre e no Rio de Janeiro. Além disso, esse trabalho identifica e analisa o interesse dos encenadores brasileiros em montar o clássico espanhol no contexto brasileiro do regime militar, partindo da hipótese de que essas encenações poderiam significar uma opção estética de atuação política frente à repressão vivida no regime militar. Nesse sentido, foram considerados o contexto histórico-social e as opções estéticas que direcionavam o fazer artístico daquela época como essenciais para estabelecer as relações de significados do objeto estudado. No caso da montagem paulista de La Celestina, verificou-se um propósito político claramente definido que procurou levar aos palcos, por meio de uma encenação audaciosa e crítica, a questão da falta de liberdade política, da repressão e da luta de classes. Isso permitiu incluir a peça de Ziembinski no conjunto das manifestações estéticas de resistência ao regime militar brasileiro.

Abstract: 

LINS, D.T. La Celestina play, by Ziembinski: Fernando de Rojas classical work in Brazil during the militar government. São Paulo: College of Philosophy, Letters and Human Sciences, São Paulo University (USP), 2009, 204 p. Dissertation for Master Degree in Spanish Language and Literature, and Hispano-American Language and Literature. La Celestina, as it is known the Tragicomedy of Calisto and Melibea, by Fernando de Rojas, is a fundamental work of Hispanic culture. Due to its essentially dramatic style it has been already adapted in many countries and in different times. During 1969 and 1970, three different professional performances of La Celestina took place in Brazil. The objective of this study is to analyze the performance done in São Paulo, under the direction of Ziembinski, based upon the adapted text written by Eudinyr Fraga and the historical material collected during the research. Also it aims at establishing a dialogue with the two other performances occurred in Porto Alegre and Rio de Janeiro. Besides it this paper identifies and analyzes the Brazilian artists interest in producing the classic Spanish play in the Brazilian context of military dictatorship, setting forth the hypothesis that those performances could signify an aesthetics of political action in opposition to the repression lived during the military dictatorship. In this sense, it was taken into account the social-historical context and the aesthetics options that directed the artistic doing of those times as essential facts to establish the relationships of meanings in the studied object. In the case of the performance of La Celestina in São Paulo, it is noticeable a political purpose clearly defined, which wants to bring to the stages, by means of an audacious and critical play, the questions regarding the lack of political freedom, the repression and the class struggle. This allowed to include Ziembinski's play in the group of the aesthetics manifestations in resistance to Brazilian military dictatorship.

Divulgar conteúdo